Notícias

CSP faz o certo com as questões ambientais desde o início

Um dos valores da CSP é o compromisso com o meio ambiente, desde a sua constituição. Para iniciar a operação para a produção das placas de aço, grandes etapas precisaram ser avançadas e, a cada passo dado, vinha uma grande vitória. Veja como foram essas conquistas.

O gerente geral de Segurança Ocupacional e Meio Ambiente da CSP, Marcelo Baltazar, chegou em agosto de 2008 a nossa empresa para trabalhar com licenciamento ambiental. Antes, ele já havia trabalhado na TKCSA (hoje Ternium) Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e no órgão ambiental do Estado do Rio de Janeiro.

“Hoje nós temos Polícia Ambiental, certificações específicas da área, publicações e programas de TV especializados em meio ambiente e sustentabilidade o que demonstra o ganho de importância do assunto para a sociedade. Nas empresas o que mais evoluiu foram as lideranças, que perceberam a importância da área ambiental como intrínseco no negócio, ao processo. Um bom exemplo e que eu fui um dos primeiros funcionários contratados pela CSP para cuidar de toda a parte de licenciamento e fazer a ponte com os órgãos governamentais na questão de licenciamento”, relembra.

A partir de 2008, a CSP começou a fazer uma série de contatos com as comunidades de São Gonçalo do Amarante e Caucaia para explicar sobre a nova siderúrgica que seria implantada na região e apresentar o EIA – Estudo de Impacto Ambiental à sociedade. Também tiveram início os diálogos com diversas instituições privadas e governamentais. Concluído os estudos e feita a avaliação pela SEMACE – Superintendência Estadual do Meio Ambiente do Ceará, Foram feitas duas audiências públicas onde foram ouvidos os anseios da sociedade, esclarecidas dúvidas e incluídas opiniões nas cidades de São Gonçalo do Amarante e Caucaia. Por fim, Após uma apresentação no Conselho Estadual de Meio Ambiente (Coema), a licença prévia da CSP foi autorizada pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace).

“Em 2010, nós começamos a desenvolver o projeto e avaliar a viabilidade da operação. Neste mesmo anos e tivemos a autorização para supressão vegetal. Preparamos o terreno que seria ocupado pela siderúrgica, fizemos um inventário de fauna e flora, coletamos sementes para a produção de mudas de recuperação florestal. Foram mais de 400 hectares e 321 mil mudas nativas plantadas no final deste processo”, ressalta Baltazar.

Após esta etapa, um ano intenso estava a caminho. Para conseguir a licença de instalação da CSP, o detalhamento era essencial e a CSP conseguiu estabelecer todas as performances para garantir uma operação sustentável. De posse desses estudos, uma apresentação foi feita para o Governo do Ceará, que emitiu a LI – Licença de Instalação. No dia 4 de janeiro, as obras de construção da CSP iniciaram. “Durante toda obra implementamos os controles ambientais previstos e não recebemos nenhuma multa relacionada a má gestão ambiental. Tudo foi muito bem trabalhado no projeto”, afirma.

Licença de operação

A última etapa que a siderúrgica precisava para iniciar os trabalhos era com a licença de operação. Porém, testes precisavam ser feitos. “Antes de recebermos a licença, apresentamos as especificidade do que é iniciar a operação de uma siderúrgica integrada ao Governo do Ceará, pois a etapa de teste e comissionamento acontece em sequência e determinados equipamentos, após iniciado o aquecimento, não podem ser desligados. Com isso, obtivemos uma série de autorizações correlatas a LI para: receber carvão e minério em janeiro de 2015; Em março, começamos o trabalho de ligações elétricos e, em maio, ligamos a sinterização e a coqueria. Tudo correu bem e ficamos com essa certificação de testes por um ano. Até que, no final de 2016, obtivemos a Licença de Operação”.

 

Certificações

Outra conquista bastante comemorada pela CSP foi a obtenção do certificado ISO 14001/2015, que é uma ferramenta criada para auxiliar empresas a identificar, priorizar e gerenciar seus riscos ambientais como parte de suas práticas usuais. A certificação nesta norma é a garantia de que a CSP dá maior atenção às questões ambientais na gestão do seu negócio.

“Todas estas etapas e conquistas foram muito comemoradas e importantes. Hoje quando você conversa com os gestores, não precisa mais convencer do trabalho da preservação do Meio Ambiente. E com a CSP não foi diferente. Ninguém admite mais a poluição e o desenvolvimento a qualquer custo. Por isso a CSP investiu mais de R$ 1 bilhão em controle ambientais para termos tudo do melhor”, pontua o gerente.

LEARN MORE