2º Paradão da Segurança reforça importância do comportamento seguro e da vida em primeiro lugar – CSP

Notícias

2º Paradão da Segurança reforça importância do comportamento seguro e da vida em primeiro lugar

Mais uma vez, paramos a nossa produção e focamos no nosso principal valor:  a vida em primeiro lugar

No dia 28 de janeiro realizamos a segunda edição do Paradão da Segurança. Mais uma vez, paramos a nossa produção e focamos no nosso principal valor:  a vida em primeiro lugar. Durante meia hora, empregados, terceirizados e todos os públicos que compõem nossa empresa conversaram sobre como podemos atuar adotando sempre um comportamento seguro.

“A principal importância do Paradão da Segurança é mostrarmos que a vida de todos que compõem a CSP é importante para nós. Então paramos a produção para que possamos conversar sobre segurança. Nós queremos que todos adotem o comportamento seguro”, define o superintendente de Produção da CSP, Juarez Sigwalt.

Todas as áreas operacionais reservaram um momento onde foram compartilhados acidentes ocorridos no passado e o que podemos fazer para que eles não se repitam.

Hoje estamos materializando aquilo que falamos sempre: ‘A vida em primeiro lugar’. Quando você para a produção de uma usina como a CSP e reúne todas as pessoas, isso manda uma mensagem clara para todo mundo que está aqui dentro que a gente não pode ter ninguém aqui com um comportamento diferente disso. Que essa a nossa crença, que isso é o nosso valor, relembrou o gerente geral de Aciaria da CSP, Kleber Beraldo.

INTEGRAÇÃO

Assim como no dia a dia, empregados CSP e terceirizados ocuparam o mesmo espaço e compartilharam das mesmas mensagens com o intuito de promover maior integração. Para evitar aglomerações e respeitar todas as medidas de prevenção ao Covid-19, as áreas aumentaram a quantidade de reuniões, diminuíram o número de participantes e utilizaram de espaços abertos.

Estão aqui [no Paradão] todos que prestam serviço a CSP, sejam empregados ou terceiros. Todos estão parando. Isso porque entendemos que todos devem ter mesmo tratamento, as mesmas condições de segurança. O comportamento seguro depende de cada pessoa, em qualquer ocasião da vida”, compartilhou o gerente geral de Redução da CSP, Luis Messias.

DISCIPLINA

A nossa cultura de segurança só é possível graças a disciplina de cada um aos nossos princípios e ao uso de nossas ferramentas de segurança. “Precisamos cumprir as Regras de Ouro, temos que ser extremamente disciplinados para seguirmos os padrões de segurança e não podemos admitir complacência ou improvisações. Mudar a nossa mentalidade para esse sentido faz com que a gente consiga atingir o zero acidente”, disse o gerente geral de Manutenção da CSP, Antônio Sérgio.

 

Confira um álbum com registros da segunda edição do Paradão da Segurança CSP.

SAIBA MAIS