Aço da CSP ganha o mundo e alavanca balança comercial do Ceará

Vetor de desenvolvimento local

A Companhia Siderúrgica do Pecém foi projetada para ter uma capacidade de 3 milhões de toneladas de placas de aço anuais em sua primeira fase e, após 9 meses do alto-forno ser aceso, já produziu 1 milhão e 600 mil toneladas de placas de aço. O produto final da primeira usina integrada da região Nordeste teve como destino mais de 13 países de quatro continentes. E são oito certificações de agências internacionais obtidas até o momento, uma exigência do mercado.

Com tecnologia moderna para a produção de aços de baixo carbono, ultrabaixo carbono, médio carbono, peritético, ligados (HSLA) e API, a CSP contou com a transferência de tecnologia da Posco, totalizando um investimento de US$ 58 milhões. Os aços da CSP atendem às aplicações estrutural, automotiva, tubulação, naval e plataforma. Todo este desempenho da empresa acaba de contribuir com o incremento de 116,7% na balança comercial do Ceará.

Clique aqui e confira a cobertura completa sobre a Celebração das Operações da CSP

Nossos números

Projetos sociais apoiados pela CSP marcam presença na celebração

Dentre as iniciativas da CSP que buscam contribuir com o desenvolvimento sustentável, o Programa Ideia da Gente (IDG) recebe apoio técnico e financeiro para transformar ideias dos moradores em projetos que beneficiem grupos de pessoas. As ideias são selecionadas mediante edital.

O programa foi criado em 2013 e está em seu terceiro ciclo de investimentos, com apoio a 12 projetos. Ao todo, já são R$ 3,4 milhões direcionados a 29 projetos sociais nas linhas de cultura; esporte e lazer; meio ambiente e agricultura e inclusão social, impactando positivamente 1863 pessoas.

Conheça os projetos que participam da Celebração das Operações da CSP

PROJETOS IDG SELECIONADOS

Projeto Vozes e Artes: Apresentação de Dança (Comunidade Jurema)
Projeto Trigo de Ouro
Taib’Art
Parada Cultural
Projeto Caroá
Projeto Pracaju
Projeto Bodega Itinerante

DEPOIMENTOS

Ciclo do Aço